Resgatando Sonhos

Quais são os seus sonhos (desejos)? Quais são os sonhos dos seus filhos, companheiros e irmãos? Você corre tanto na sua vida e está indo para onde? Já parou para pensar sobre isso?


Ao refletir sobre sonhos, percebi que, em algum momento da minha vida, eles ficaram para trás. Será que foi naquela curva das dificuldades financeiras ou na equina em que se encontra a avenida das mil e uma atividades automáticas que executo no dia a dia com a avenida do cansaço do fim do dia.

“Poderia me dizer, por favor, que caminho devo tomar para ir embora daqui?” “Depende bastante de para onde quer ir”, respondeu o Gato. “Não me importa muito para onde”, disse Alice. “Então não importa que caminho tome”, disse o Gato. [1]

A verdade é que nos tornamos Alices.


Na correria do dia a dia, podemos estar indo muito longe. Chegaremos a um local que pode não ter absolutamente nada a ver com o que desejamos para nós mesmos. Este fato ocorreu com Ryan Nicodemus. No documentário “O Minimalismo“, Ryan nos conta como se tornou um grande executivo, com uma sala em um prédio lindo e completamente desconectado de si mesmo. Após pedir demissão e passar a trabalhar em um local perto de casa, ao qual, ele poderia ir de skate, percebeu que agora, sim, ele estava feliz.

Para onde estamos indo?

Para onde quero ir?

Esses pensamentos devem estar presente ao escolher a escola do filho, ao se escolher o bairro em que vai morar e o estilo de vida que vai seguir. O problema é que caminhamos como Alice. Na busca pela melhor escola para que o nosso filho tenha condições de passar em uma faculdade Medicina, nós nos esquecemos de observar que ele possa ter pavor de sangue, que talvez o seu sonho seja ser músico, advogado ou um Monge Tibetano.
Você já se fez esta pergunta?
Você já perguntou isto para ele?

De fato, estamos vivendo em um período perigoso em que constantemente matamos os nossos sonhos e dos outros. O sonhador é aquele que dá muito trabalho. É aquele colega do serviço que fica inventando moda. É aquele menino que foge do padrão e é diferente. Até crucificamos um cara que pensava diferente demais, né? O problema é que o sonho nos impulsiona, faz-nos crescer e promove mudanças importantes. O sonhador é aquele que faz a humanidade dar um passo à frente.

Quem não sonha vai andando sem rumo. É importante ressaltar que a falta de planos para o futuro é um dos sintomas do suicídio que assombra a nossa sociedade.


Estimulem os sonhos de todos ao seu redor. Escreva seus sonhos em um papel e trace metas reais. Caminhe nessa direção. Reveja os sonhos, se preciso, e trace novas metas. Não pare nunca de sonhar e caminhar.

Referências

1 Alice – Aventuras no país das Maravilhas – Lewis Carrol
2 Laços de Afeto – Ermance Dufaux

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s